Galeria
360
Design
Design 2
Versatilidade
Modularidade
Funcionalidade
Mecanismo
Mecanismo 2
Mecanismo 3
Mecanismo 4
Cabeamento
Cabeamento 1
Cabeamento 2
Conectividade
Arquivamento
Acessórios
Dimensões
Cores
Cores 2
Orçamento

Mobiliário para ambientes colaborativos

1 semana ago  •  By  •  0 Comments

No desenvolvimento de um coworking, um fator de extrema importância é a escolha dos móveis. O mobiliário para ambientes colaborativos precisa ser versátil (já que lida com profissionais de diferentes segmentos), com design marcante (pois representa uma nova forma de trabalho) e, acima de tudo, funcional.

Para o arquiteto, é bom estar de olho nesses quesitos e, ao mesmo tempo, nas novidades que o mercado apresenta. Neste post, mostraremos para você quais são as tendências em mobiliário para espaços colaborativos. Acompanhe.

Quais as tendências em mobiliário para ambientes colaborativos?

Cada ambiente do coworking pede um tipo de mobiliário. Veja:

Escritório

O mobiliário de escritório precisa ser, antes de tudo, simples e confortável. Afinal, o profissional passa a maior parte do tempo dentro de sala. É importante que as regulagens sejam de fácil manuseio e feitas de material de qualidade, para que não emperrem ou quebrem com o tempo de uso.

Outro detalhe é que os móveis reflitam a identidade da empresa, mesmo que seja de uma pessoa só (o empreendedor individual, MEI). Ainda que o coworking ainda não possua profissionais destinados e você já tenha em mente uma identidade visual, é bom que o mobiliário para ambientes corporativos se diferencie um pouco de um escritório para outro. Afinal de contas, um nicho de um contador pede um design completamente diferente de um voltado para agências de marketing.

Reuniões

O coworking pode contar também com um espaço para reuniões, que não precisa ser enorme. Aliás, o que pode ditar a dinâmica da reunião (mais íntima, descontraída, em formato de aula, de negócios ou entrevista) é o formato do mobiliário. Se você puder criar mais de um espaço para reuniões (um maior e outro menor), é ainda melhor. Caso contrário, conte com a organização da mobília para conseguir o efeito de amplitude ou intimidade.

Outra vantagem dessa flexibilidade do layout é que ela permite até formas alternativas nas estações de trabalho. Nem sempre o profissional deseja trabalhar em estações fechadas, portanto, a organização dos móveis pode criar um pequeno nicho de trabalho para ele.

Para que isso aconteça, o mobiliário para ambientes colaborativos deve permitir essa liberdade. A linha Mobile permite isso e muito mais: sua estrutura com madeira traz leveza aos móveis, além de contar com uma cartela de cores que proporciona inúmeras combinações. Tenha à disposição puffs, poltronas, mesas de centro, bancos, sofás e cabines que combinem entre si e tragam leveza ao ambiente.

Espaço de convivência

Um local de convivência é muito importante, já que autônomos costumam passar horas a fio no escritório. Em um coworking, pode ser o momento de conhecer outros profissionais do segmento, por exemplo.

Além disso, um momento de ócio pode ser fundamental para o processo de trabalho de um profissional da área criativa. Cores e texturas são recursos estratégicos para estimular ideias. Um bloco de módulos de uma cor forte, por exemplo, causa um impacto visual diferente de módulos coloridos. Cabe a você definir qual opção combina mais com a identidade visual do coworking.

O espaço de convivência é o local para um breve momento de descanso; portanto, os móveis devem proporcionar esse conforto, com um ar convidativo e levemente descontraído. A linha Past tem um design fora do convencional. Seus módulos permitem inúmeros layouts geométricos e são um convite à criatividade. Além disso, possuem inúmeras combinações de cores um mesmo nicho pode ter três cores e ainda ficar harmônico. Use seu conhecimento de arquitetura para criar as melhores combinações.

Sala de espera

A sala de espera é um pouco mais sóbria do que o ambiente de convivência, já que lida com clientes. No entanto, também deve retratar a identidade visual do coworking. Para causar um ambiente de impacto, o mobiliário pode ser mais clean, de cor neutra, enquanto o impacto visual fica com as paredes. Esse contraste causa um efeito conceitual, de ambiente pensado.

Lounge

O lounge é um espaço externo que pode servir tanto para descanso quanto para trabalho e reuniões informais. Aqui, você não precisa trabalhar com módulos, e sim com móveis separados, como banquetas e cadeiras. Como o nome sugere, a linha Lounge alia descontração e profissionalismo como poucos móveis corporativos conseguem. Isso porque o seu design é diferenciado, mas permite que você faça reuniões e trabalhe com conforto.

Mais do que beleza, o mobiliário para ambientes colaborativos precisa refletir a identidade visual do lugar e, ao mesmo tempo, ser adaptado para diferentes áreas profissionais. No entanto, é necessário que o arquiteto tenha um olhar apurado sobre as tendências de móveis que cada ano oferece. Assim, você planeja um coworking moderno e atento às necessidades do mercado.

Ergonomia

De todos os fatores, a ergonomia é o mais importante. Quanto mais tempo a pessoa ficar sentada, mais propensa a ter problemas na coluna ela fica e isso se dá também pela falta de uma boa postura. Uma mesa corporativa na altura ideal a auxiliará a manter a coluna ereta.

A mesa corporativa deve permitir que você digite com as mãos paralelas ao chão, os pés retos no chão e as pernas encaixadas confortavelmente por debaixo dela.

Durabilidade

Mesas corporativas são investimentos, já que são feitas para durar muito tempo no escritório. Além disso, não são baratas; portanto, devem entregar um excelente custo benefício. Por fim, móveis de qualidade transmitem mais profissionalismo, pois isso demonstra que você investiu no seu ambiente de trabalho. Observe o acabamento, a qualidade do material, as dimensões dos gaveteiro e se a mesa oferece um manual de conservação.

Garantia

É imprescindível que o fabricante ofereça uma boa garantia. Afinal, é a imagem da sua empresa que está em jogo. Se o único prazo de garantia que você encontrar na loja for o especificado pelo Código de Defesa do Consumidor (90 dias), é melhor escolher outro mobiliário. Como você viu, há vários aspectos que devem ser considerados na hora de comprar as mesas corporativas. Pense no espaço do ambiente, na imagem que deseja passar, na durabilidade e, principalmente, na saúde do colaborador. Só assim é possível escolher um mobiliário de qualidade para o seu escritório.

Nós, da Work Solution, somos conhecidos por nossos produtos de altíssima qualidade, durabilidade e por oferecer soluções inovadoras aos nossos clientes.

Entre em contato agora e solicite um estudo de layout do seu espaço com os móveis Work Solution sem nenhum custo!