3D Warehouse
Galeria
360
Design
Design 2
Versatilidade
Modularidade
Funcionalidade
Mecanismo
Mecanismo 2
Mecanismo 3
Mecanismo 4
Cabeamento
Cabeamento 1
Cabeamento 2
Conectividade
Arquivamento
Acessórios
Dimensões
Cores
Cores 2
Orçamento

Principais cuidados com o profissional de Call Center

6 anos ago  •  Comments

por

Publicado em : 21/10/2014

Compartilhe:

Ter uma equipe motivada e com alta produtividade é uma meta difícil de conquistar, mas não impossível.

O fator humano é o principal ativo de qualquer empresa, e mais ainda no setor de Call Center, onde a boa interação humana é fator imprescindível para um atendimento satisfatório para o cliente. Porém, não é essa a realidade que vemos na maior parte das empresas.

Saiba o que deve ser feito, e o mais importante, práticas que devem ser evitadas na rotina desses profissionais:

Controle de qualidade: atingindo a excelência possível

Toda empresa possui metas a serem alcançadas e se possível for, ultrapassadas pelos seus funcionários. Porém, a realidade de muitas empresas do setor é exigir metas abusivas de seus funcionários, com resultados impossíveis. Segundo reportagem veiculada no programa do Fantástico, da Rede Globo, no dia 05/10/2014, os funcionários se sentem pressionados e coagidos a atingirem metas impossíveis, ocasionando um alto teor de estresse. A reportagem também revela que os funcionários são diretamente prejudicados pela exigência de metas irreais, chegando até mesmo a desenvolver transtornos psiquiátricos, como a síndrome do pânico. Estabeleça metas plausíveis de serem alcançadas, preferencialmente com dados de resultados anteriores.

mobiliario-corporativo-callcenter-star-ambientada-4-ws

Indo além da ergonomia

Muitos contratantes se preocupam com as temidas doenças ocupacionais, que podem ser evitadas ou minimizadas com a adoção do equipamento correto para os funcionários, como cadeiras ergonômicas, estações de trabalho planejadas, cuidados com a voz e audição, mas se esquecem que o ser humano precisa de um intervalo de repouso entre as atividades. Segundo o programa do Fantástico, muitas empresas restringem as idas dos operadores ao banheiro, por exemplo, e os horários de almoço, obrigando o funcionário a trabalhar muitas horas seguidas ininterruptamente, gerando estresse e fadiga crônica. Permita aos funcionários pequenas paradas durante o expediente, possibilitando a eles pausas para descanso.

Separando a vida pessoal da profissional

Uma queixa recorrente entre os profissionais de telemarketing, apontada na reportagem da Rede Globo, é o quanto as empresas podem ser invasivas, ultrapassando os limites entre a vida pessoal e a vida profissional do funcionário. Num setor onde mais de 80% dos funcionários são mulheres, empregadores chegam a absurdos tais como criar “escalas de gravidez”, onde determinam quem pode engravidar ou não. Segundo a reportagem, essa é uma situação comum em muitas empresas do ramo. Gravidez é um acontecimento comum na vida de toda mulher. E é assunto de foro íntimo, portanto cabe à empresa aceitar o fato e evitar o absenteísmo de suas funcionárias de outras formas, por exemplo, promovendo cursos e treinamentos de prevenção de doenças e lesões ocupacionais.

por

Publicado em : 21/10/2014

Compartilhe: